Sem categoria

Forum Global

Forum Global

As organizações despendem de 40 a 80% da receita na sua cadeia de fornecimento. Naturalmente, o que uma empresa compra, e como compra, tem impactos na sustentabilidade, seja econômicos, ambientais ou sociais. Desta maneira, em que o tema da sustentabilidade e a responsabilidade social das organizações assume uma importância cada vez maior nas políticas e estratégias das organizações, as compras sustentáveis passam a desempenhar um papel significativo e incontornável.

Atendendo a uma demanda do mercado sobre como incorporar a sustentabilidade nos processos de compras das organizações, a ISO desenvolve a norma ISO 20400, cuja publicação está prevista para o início de 2017.

A ISO 20400 fornece orientações para as organizações implementarem as compras sustentáveis de maneira eficaz, pragmática, consistente e eficiente. A norma é aplicável a organizações de qualquer porte, públicas ou privadas, de qualquer setor e não substitui a legislação nem os compromissos éticos e políticos para as atividades de compra.

A norma ISO 20400 dá orientações (isto é, não contém requisitos, só recomendações) e ajuda a compreender o que são compras sustentáveis. Aborda as Compras sustentáveis na sua dimensão política e estratégica, ao nível da organização e no próprio processo de compras e fornece orientações para implementa-las em termos práticos.

fonte:http://sustainableprocurement.net/

Guia de Produção e Consumo Sustentáveis  Fiesp-Pnuma

Guia de Produção e Consumo Sustentáveis Fiesp-Pnuma

GuiaPCS-Pnuma-Fiesp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Federação das Indústrias do Estado de S.Paulo (FIESP) em parceria com a PNUMA, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente,  lançou o Guia  de Produção e Consumo Sustentáveis: Tendências e Oportunidades para o Setor de Negócios.

A iniciativa dessa publicação tem como principal objetivo a sensibilização e o engajamento do setor industrial do Brasil e as partes interessadas, especificamente do Estado de São Paulo, na implantação de políticas e práticas de Produção e Consumo Sustentável, com foco específico em empresas de pequeno e médio porte.

Clique no link e obtenha esse importante trabalho:

www.fiesp.com.br/indices-pesquisas-e-publicacoes/guia-de-producao-e-consumo-sustentaveis-tendencias-e-oportunidades-para-o-setor-de-negocios/

Compras sustentáveis & Grandes eventos

Compras sustentáveis & Grandes eventos

Lançado o terceiro e excelente volume da publicação da GVCes em parceria com o PNUMA . Em evento realizado nesta tarde do dia 31 de março foi oficialmente lançado o livro Compras Sustentáveis & Grandes Eventos, voltado para aplicações dos fundamentos para compras sustentáveis em grandes eventos esportivos, musicais e demais que ocorrem praticamente todo fim de semana pelo Brasil afora.

Com foco na Analise do Ciclo de Vida (ACV) e utilização dos métodos de cálculo da pegada de carbono, que são altíssimos nesses eventos, a publicação se torna um importante ferramenta para os gestores e tomadores de decisão em compras, para que possam cada vez mais minimizar os impactos ambientais pela realização desses eventos.
gvces 4gvces 5gvces 2gvces 3

Curso Compras Sustentáveis

Curso Compras Sustentáveis

Aprenda os fundamentos necessários para implantar uma política de compras sustentáveis em sua organização, seja ela indústria, comércio ou serviços.

Dispomos de dois módulos distintos de treinamento. Um destinado ao setor público, com ênfase na preparação de editais e outro destinado ao setor privado, ambos já incorporados com os fundamentos da Norma ISO 20400 para Compras Sustentáveis, a ser publicada em breve.
Compreenda como a importância das compras sustentáveis atua na estratégia de responsabilidade socioambiental.
 Esse treinamento é a melhor maneira de se adquirir o conhecimento e aplicá-lo imediatamente.

Mais detalhes entre em contato.

Curso Compras Públicas Sustentáveis

Curso Compras Públicas Sustentáveis

Vencer o desafio de adotar uma politica consistente de compras públicas sustentáveis tem sido objeto de  constante busca pelas instituições públicas brasileiras. Saber conciliar a “vantajosidade” num certame licitatório com a aquisição de bens e serviços mais sustentáveis é um processo que envolve muito treinamento e conhecimento tanto da legislação como da cadeia de fornecimento, ainda não muito preparada para atender.

Frente a isso desenvolvemos um treinamento na medida para levar aos gestores públicos o conhecimento chave para que possam tornar rotina a publicação de editais com cláusulas de sustentabilidade.

Conheça aqui no site mais detalhes e a programação.

2014 Ano chave para a PNRS

2014 Ano chave para a PNRS

Como sabemos neste ano de 2014  começa a entrar em vigor a   Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) LEI no. 12.305/10 que obriga fabricantes, importadores e distribuidores a recolher e descartar corretamente o lixo produzido em diversas etapas: no desenvolvimento do produto, na obtenção de matérias-primas e insumos, na produção, no consumo e na disposição final. Excetuando-se as Micro empresas, para todas as demais, o plano de logística reversa é obrigatório e, passível de fiscalização por parte dos municípios.

Logística Reversa

Está regulamentada na PNRS com as regulamentações, que exigem o tratamento de alguns produtos após seu uso (como as embalagens de agrotóxicos, pilhas, lâmpadas ou baterias de celulares); na outra ponta, a possibilidade de agregar valor ao que seria lixo. Reaproveitamento de produtos e materiais após seu uso, amenizando os prejuízos causados ao meio-ambiente ou sua correta destinação são parte integrante da logística reversa. Em andamento para regulamentação os demais produtos ainda não definidos, cujas discussões devem avançar pelo ano nas GTAs de Logística Reversa. Veja mais aqui no site.

Gerenciamento Total de Resíduos e Destinação Final

Um conjunto articulado de ações normativas, operacionais, financeiras e de planejamento, baseadas em critérios ambientais, sanitários e econômicos para identificar, classificar, quantificar, segregar, acondicionar, armazenar, transportar os resíduos.

Fechando o ciclo da gestão é feita a análise da destinação final, alguns resíduos devem ser encaminhados para tratamento, outros para reciclagem e manufatura reversa, e os demais para a incineração. 

Fim de ano mais sustentável

Fim de ano mais sustentável

Nesta época do ano em que as propagandas por consumo são multiplicados é a melhor ocasião para se praticar o consumo consciente. 

São tantos os apelos para compras que muitas vezes esquecemos de  prestar atenção na escolha de  presentes mais sustentáveis. Praticar um consumo consciente traz muitos benefícios como menos degradação, diminuição do desmatamento, menos perda de diversidade, redução da poluição e muito mais qualidade de vida. 

Que tal então assumir uma atitude consciente e pensar nisso?

Vamos tentar pelo menos alguma compra sustentável, verificando onde o produto foi fabricado, analisar seu ciclo de vida, comprar produtos da sua própria região e o mais importante verificar se a empresa que produziu tem certificação ambiental e se pratica as normas de responsabilidade social.

Não é tão difícil. Tente.

Boas festas e um feliz ano novo. Que seja um ano em que a pratica do consumo consciente e das compras sustentáveis estejam presentes em todos os dias.

Em 2014 pretendemos formar uma rede de compras sustentáveis para facilitar a vida dos compradores. Aguarde.

PNUMA premia a ministra Izabella Teixeira

PNUMA premia a ministra Izabella Teixeira

A ministra brasileira de Meio Ambiente, Izabella Teixeira, recebeu no dia 18 de setembro durante evento no Museu de História Natural de Nova York, o prêmio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) “Campeões da Terra 2013″ por sua liderança mundial em defesa da natureza. Izabella foi premiada pelos “esforços vitoriosos do Brasil para reverter o desmatamento na Amazônia”, segundo a ONU.

O prêmio “Campeões da Terra” é dado anualmente a  líderes de governo, da sociedade civil e do setor privado que tiveram atuação ambiental de destaque. Neste ano, no caso brasileiro foi o  reconhecimento das realizações  na luta pela preservação da floresta amazônica,  reduzindo o desmatamento para 4.571 km2 em 2012, o mais baixo em décadas, sendo que em 2004 havia sido atingido 27.772 km2 . 

Curso de Sustentabilidade para Servidores

Curso de Sustentabilidade para Servidores

Servidores de qualquer órgão da administração pública podem se inscrever para o curso de capacitação da A3P  a ser realizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Esta já e a segunda turma do Curso de Sustentabilidade na Administração Pública da A3P e as inscrições estão abertas com disponibilidade para  40 vagas. O curso acontecerá de 25 a 27 de setembro, em Brasília e  tem o objetivo de aprimorar e ampliar as ações de sustentabilidade na gestão pública e reforçar a implementação do programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) nos órgãos públicos.

Podem participar servidores de qualquer órgão da administração pública. Os interessados em participar podem mandar e-mail, até 20 de setembro, para a3p@mma.gov.br com os seguintes dados: nome, órgão, setor, telefone e e-mail. A primeira turma contou com a participação de mais de 30 servidores de vários órgãos da administração pública.

fonte: http://www.mma.gov.br/informma/item/9610-curso-de-sustentabilidade-abre-segunda-turma-e-oferece-40-vagas