Consumo e Reciclagem na Prática

Consumo e Reciclagem na Prática

Devemos sempre evitar o desperdício para gerar menos lixo, recusar produtos com embalagens desnecessárias optando pelas recicláveis, escolher produtos mais duráveis, principalmente os eletroeletrônicos e sempre comprar apenas o necessário. Observando isso já estamos adotando a prática do consumo consciente em nosso dia a dia.

Em geral tudo que consumimos gera lixo e todo lixo que geramos pode ser reciclado.  Precisamos conhecer um pouco  como funciona o sistema de coleta de lixo urbano que é efetuado pelas prefeituras, a sua coleta seletiva e reciclagem.

Sempre há dois tipos de lixos. Um orgânico gerado por restos de alimentos, frutas, legumes,  etc. incluindo aí o papel higiênico que são aterrados e sofrem um processo de degradação natural,  depois compostados  gerando  adubo.  Há outro tipo de lixo seco, que é o considerado resíduo sólido que é hoje o grande problema ambiental e objeto de legislação conhecida como a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).  Esse resíduo nunca deve ser descartado nos aterros e lixões pois sempre irão  de qualquer forma degradar a natureza, seu destino deve ser a reciclagem.  No Brasil temos hoje cerca de 400 cooperativas que incorporam mais um milhão de catadores que devem ter sua atividade mais valorizada.

 Ainda não existe obrigatoriedade dos fabricantes em recolher seus produtos fora de uso para reciclagem. Os acordos setoriais estão sendo realizados e em pouco tempo todos serão obrigados a fazer. Aqui no site busque pela marca ou fabricante para saber se a empresa já tem política de recolhimento dos produtos.

Enquanto ainda isso não acontece a prática do consumo sustentável pode ser feito de maneira simples adotando algumas atitudes:

Eletroeletrônicos

Computadores, impressoras, cabos e teclado

Os equipamentos de informática em geral se estiverem ainda funcionando devem ser doados para as entidades  que promovem a inclusão digital nas comunidades carentes. Procure doar sempre esses equipamentos, mesmo quebrados pois  podem ter suas peças aproveitadas em outros. Caso queira descartar procure o fabricante e informe-se sobre o programa de retirada para descarte correto. Opte em comprar sempre de fabricantes que possuam essa política.

Toner e cartuchos de tinta de impressoras

A maioria dos fabricantes de impressoras já tem política de recolhimento. Procure sempre devolver o usado para que seja feita a reciclagem de forma correta. Nunca jogue fora,  pois são produtos com resíduos tóxicos que não devem ser descartados nos lixões.  Evite a remanufatura pois fatalmente o destino final quando não puder ser mais reenchido será o aterro e lixão.

Celulares, cabos e  carregadores

Praticamente todos os supermercados e lojas de venda de celulares já possuem pontos de coleta. Nunca jogue no lixo pois a bateria dos celulares são muito nocivos à natureza. Lembrar sempre que a responsabilidade do nosso lixo é nosso mesmo.

Eletrodomésticos

Geladeiras, fogões e máquinas de lavar

Sempre que for trocar seus eletrodomésticos por novos, procure a marca cujo fabricante faça a coleta do velho. Pode também escolher a loja que tenha essa política de recolhimento.

Liquidificadores, batedeiras, micro-ondas

Faça sempre a separação desses produtos que for jogar fora, optando por catadores que encaminham para a reciclagem. Da mesma forma escolha sempre pela marca cujo fabricane faça a coleta do velho.

Televisores, Dvds, Videocassetes

O grande problema hoje é a troca dos televisores de tubo por modelos de tela plana. Esses televisores antigos são o grande problema do imenso lixo eletrônico que estão gerando e devem ser sempre encaminhados para reciclagem.

Embalagens

Vidro

Toda embalagem de vidro pode ser reciclado. Os únicos tipos de vidro que não são recicláveis são os vidros de carros e espelhos. Portanto separe sempre o vidro para reciclagem.

Plástico de Embalagens e plásticos de alimentos  prontos

Em princípio todos os tipos de plásticos podem ser reciclados gerando novos plásticos. Os plásticos  dos salgadinhos, do arroz e feijão e todos os demais devem ser separados na sua casa como lixo seco a ser reciclado.

Sacos de Embalagem

O grande problema dos sacos de embalagens, sejam do supermercados e lojas de varejo são o seu uso indiscriminado estando disseminado em toda a natureza. Eles não são biodegradáveis e hoje é a pior praga ambiental, causando a morte de animais e peixes que os ingerem. Procure levar sua própria sacola ao supermercado, ou opte por embalagens de papelão e sacos de papel.  Separe sempre esses sacos ao descartar.

Garrafas Pet

Hoje a garrafa pet tem um vasto uso na reciclagem doméstica, alem de ser reprocessada para novas garrafas. O material da garrafa é muito usado para fabricação de tecidos, vassouras, vasos, iluminação, e muitos outros na imaginação dos artistas. Portanto após o uso e antes de descartá-las, lave-as para retirar o resíduo.

Latas de Alumínio

A mais conhecida embalagem reciclável e mais procurada pelos catadores pelo seu valor de venda.  Separe sempre para a reciclagem.

Latas em geral

As latas de aço usadas em embalagens de alimentos como milho, ervilha, sardinhas, e  tantos outros devem sempre ser separados no seu lixo doméstico. O aço, tal como o alumínio, pode voltar à cadeia produtiva em novas latas ou  outros produtos derivados.

Leite Longa Vida

Essas embalagens de leite e sucos são compostas por papel, alumínio e plástico e hoje são totalmente recicláveis, num processo de separação de cada componente. Já existe também um grande interesse artesanal   reciclando-os  para a  produção de bolsas e carteiras. Após seu uso lave-as e abra-as para melhorar o transporte.

Tubos de creme dental

As embalagens de cremes dentais são feitas com plástico e alumínio e totalmente recicláveis. Portanto não misture com o lixo comum. Separe-os sempre.

Papel e Papelão

Esse é um dos mais antigos, procurados e conhecidos resíduos sólidos. Pela facilidade de revenda são um dos preferidos pelos catadores. Por ser formado por fibras de celulose a sua reciclagem é muito usada na fabricação de novos papeis e outros produtos.

Outros produtos  que devem ser separados para reciclagem

Óleo de Cozinha

O óleo de cozinha usado serve para a fabricação de sabão, detergenteglicerinaração para animais e até biodiesel.  Muitas residências,  bares e restaurantes, hotéis  ainda jogam o óleo de cozinha direto na rede de esgoto poluindo o solo e  a água sem conhecer  os prejuízos dessa ação, além de causar entupimento das tubulações.

Recolha o resíduo e entregue  nos postos de coleta. Hoje quase todas as redes de supermercados já possuem postos para a coleta de óleo.

Lâmpadas

Um dos mais graves  problemas do descarte são as lâmpadas fluorescentes que contêm o  elemento químico mercúrio, substância altamente tóxica. No Brasil infelizmente essas lâmpadas fluorescentes ainda são jogadas no lixo e se juntam a milhares de outras nos aterros sanitários. O mercúrio é liberado no solo quando a lâmpada  se quebra, atingindo o lençol freático  poluindo a água podendo provocar graves  intoxicações, problemas neurológicos, respiratórios e até matar.

No Brasil são consumidas cerca de 100 milhões de lâmpadas fluorescentes por ano. Desse total, 94% são descartadas em aterros sanitários, sem nenhum tipo de tratamento, o que é um absurdo, contaminando o solo e a água.

A lâmpada fluorescente é totalmente reciclável, com a separação dos seus componentes, mas o acesso popular ao descarte , que deve ser feito com coletores especiais, ainda está muito distante de nós.  Mesmo separado do lixo comum ela termina sendo despejada nos aterros e lixões.

Pneus

O pneu velho deve sempre ser deixado nas oficinas e postos no momento de troca. Eles são recolhidos pelos fabricantes para a reciclagem. Os resíduos do pneu servem para a fabricação de asfalto, pisos de quadra esportiva, tapetes e também usado como combustível na indústria de cimento.  Artesanalmente também é usado para a produção de calçados e brinquedos.

Pilhas

Nunca misture as pilhas usadas no lixo. Faça a separação, e entregue em postos de coletas pois elas contem elementos químicos altamente tóxicos que podem vazar se jogados nos aterros. Elas são recicláveis e seus componentes são usados na fabricação de cerâmicas, tintas e vidros.

Remédios

Os remédios vencidos nunca devem ser misturados ao lixo comum. Leve-os para os locais de coleta nas farmácias e postos de saúde onde terão destino adequado.

 

 

Facebook Comments