Data centers são grandes poluidores do meio ambiente, diz relatório

Levantamento do jornal The New York Times aponta que centros de dados em todo mundo consomem cerca de 30 bilhões de watts de eletricidade.

Os data centers em todo o mundo consomem cerca de 30 bilhões de watts de eletricidade, quase o mesmo que 30 usinas nucleares. De acordo com relatório do jornal The New York Times, warehouses digitais nos Estados Unidos usam de um quarto a um terço da carga.

O jornal descobriu durante um ano de investigações que “a maioria dos centros de dados consome grandes quantidades de energia de forma incongruente.”

De acordo com o relatório, empresas online normalmente executam suas instalações na capacidade máxima o tempo todo, qualquer que seja a demanda. Como resultado, os data centers podem perder 90% ou mais da eletricidade.

Além disso, para evitar a falta de energia, os centros de dados contam com um grande número de geradores de diesel que liberam gases poulentes em grandes quantidades na atmosfera. De fato, muitos data centers no Vale do Silício aparecem no California Toxic Air Contaminant Inventory, uma lista que reúne os maiores poluidores.

“É surpreendentes para a maioria das pessoas entender esses número”, afirma Peter Gross, executivo que tem ajudado centenas de centros de dados a desenharem seus projetos. “Um único data center pode ter mais poder do que uma cidade de médio porte.”

No entanto, nem todos são grandes agressores ambientais. Por exemplo, o data center do eBay em Utah, que conta com 245 mil metros quadrados, é LEED Gold Certified e é 50% mais barato para operar e 30% mais eficiente do que as instalações anteriores do eBay, em parte devido à estrutura de resfriamento de 400 mil litros de água que recolhe a água da chuva e pode manter o edifício resfriado por 7 mil horas sem que seja necessário qualquer corrente elétrica.

 

Fonte: CHRISTINA DESMARAIS, PC WORLD/USA

25 de setembro de 2012 – 08h30

 

Facebook Comments

0 Comments

Leave A Reply

You must be logged in to post a comment.