Produto Sustentável

O que é um produto sustentável?

Teoricamente temos várias maneiras de considerar. Um produto é considerado sustentável quando é produzido  com menos água e energia, com materiais que possam ser reciclados, com menos materiais tóxicos ou perigosos à saúde, com menos uso dos recursos naturais, com redução de agentes poluentes e que sejam mais duráveis.

Também podem ser considerados produtos sustentáveis quando geram menos perdas e menos resíduos ou que seus resíduos sejam reciclados pelo fabricante. As embalagens dos produtos também devem ser observados na medida em que eles possam ser feitos de materiais reciclados e possam retornar a um novo ciclo. Outra forma também usada  para identificar um produto sustentável, passa pela certificação,  pela rotulagem ou pelos programas ambientais do fabricante, tanto na produção como em relação à responsabilidade da destinação correta assumida ao final do uso do produto.

A grande dificuldade ainda é identificar corretamente um produto sustentável, já que devem ser considerados, além da informação do rótulo, outros quesitos básicos que incluem desde a responsabilidade socioambiental da empresa, respeito pelo cliente, qualidade e certificação oficial. Um produto sustentável não ó é isoladamente. Temos que considerar toda a cadeia produtiva, distribuição, varejo,  consumo e descarte através de análise de ciclo de vida. 

O produto sustentável, que já tem uma ótima demanda por uma boa parte dos consumidores interessados em comprar produtos de qualidade comprovada,  mas  que não façam mal à  saúde nem ao meio ambiente, ainda se encontra numa fase limiar nos processos econômicos de produção. O que se comprova pela falta  de organismos oficiais de certificações ambientais para comprovar a sua real sustentabilidade, pois hoje vemos hoje vários “selos” de certificação, alguns podem  até ser duvidosos, daí a necessidade de uma política pública criando um organismo diretamente relacionado na sua comprovação. Precisamos criar o Inmetro ambiental, o Inmetral, que reunirá todas as normas e critérios nacionais e internacionais para certificar.

O comprometimento das empresas fornecedoras na gestão socioambiental e sua transparência devem ser valorizados nas nossas demandas por compras e muitas delas já se valem dessa diferença positiva já que a procura por produtos sustentáveis cresce a cada dia em todas as áreas da atividade econômica, desde uma hortaliça, um eletrodoméstico, um produto enlatado, um veículo e até uma obra ou reforma.

Abaixo alguns pontos, ou todos,  que podemos verificar para decidir pela compra de um produto sustentável. Isso não é fácil, pois requer uma pesquisa na empresa pela internet. Se a empresa pesquisada não apresentar nada, é porque não tem nada de sustentável mesmo. Outro cuidado a tomar é que muitas empresas denominam seus produtos como “eco”, quando na verdade apenas uma parte dele é que pode ser considerado assim. Veja aqui no site a página sobre greenwasshing, um termo americano para a enganação sobre a informação do produto ambientalmente falso.

  

  • Materiais usados no processamento;
  • Origem do produto;
  • Responsabilidade social da empresa no respeito aos direitos humanos e trabalhistas;
  • Responsabilidade ambiental em toda a cadeia produtiva;
  • Exigir contrapartida socioambiental dos fornecedores;
  • Informação correta sobre o produto quanto à durabilidade, saúde e bem estar;
  • Respeito ao meio ambiente no recolhimento e descarte ao fim do uso;
  • Respeito ao consumidor;
  • Desenvolvimento e valorização da comunidade onde atua;
  • Produto e embalagem sustentável;
  • Qualidade comprovada e certificada por órgãos independentes ou oficiais;
  • Rotulagem com informação completa;

  

Facebook Comments