Processos de Reciclagem

Manufatura Reversa

Trata-se do processo de reciclagem, mais utilizado para o chamado resíduo sólido,  como o lixo eletrônico, pneus, baterias, eletrodomésticos, e outros produtos inservíveis, obsoletos ou refugados na produção cuja desmontagem possibilite o reaproveitamento do material, ou partes do material nele usado. Tem essa denominação por ser uma ação inversa à  executada na linha de montagem na fabricação.

Nessa operação, após a triagem e classificação, são totalmente desmontados os componentes, separando cada tipo de produto resultante, como plástico, borracha, ferro, circuitos, entre outros e após uma limpeza e aspiração,  são triturados, compactados e após ensacados são encaminhados para a indústria que os utilizam como matéria prima em seus processos produtivos. Alguns itens são exportados para países com responsabilidade social onde determinado tipo de produto possa ser reintegrado em novo processo produtivo. Atualmente o aproveitamento em muitos casos chega a 90%  do resíduo tratado. Importante ressaltar que o material resultante da separação apresenta um menor custo como matéria prima do que o processado originalmente de forma primária o que resulta em uma atividade econômica rentável e ambientalmente correta.

Algumas empresas que executam a manufatura reversa provem para seus clientes um laudo técnico que é o rastreamento do ciclo final do produto, dando garantia ao fabricante de que foi corretamente descartado. Esta questão se torna importante porque não basta simplesmente “achar” que o produto foi descartado corretamente, sendo dessa forma o rastreamento necessário, já que grande parte dos  produtos, principalmente os eletroeletrônicos possuem um numero de série feito pelos fabricantes. A rastreabilidade do destino final do lixo eletrônico é fundamental também para a fiscalização dos órgãos públicos junto aos seus auditores ambientais.  Algumas empresas fabricantes também podem utilizar o recurso do rastreamento para solicitação de estornos fiscais no descarte de produtos novos não vendidos ou refugados de produção. Como toda operação ambiental, a certificação pelas Agencias Ambientais Estaduais é fundamental para todas as empresas que executam processos de reciclagem.

 

OUTROS  PROCESSOS DE RECICLAGEM e DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS

 

Gerenciamento de Resíduos 

Mais relacionado à  gestão e logística dos resíduos industriais, o gerenciamento de resíduos resultantes dos processos industrias e envolve desde o recolhimento do resíduo, armazenamento até o tratamento da destinação final. Normalmente são resultados  de projetos específicos para a indústria.

 

 

 

 

 

Incineração

Destinados à destruição dos resíduos como lixo hospitalar, laboratórios químicos, drogas e entorpecentes e outros resíduos da indústria que não podem ser reciclados ou reaproveitados como alimentos, remédios e outros produtos com validade vencida.

 

 

 

 

 

Co-processamento

É um processo de utilizado também no tratamento de resíduos industriais sólidos e pastosos onde os resíduos são  incinerados em fornos de alta temperatura das industrias de cimento como energia alternativa para esses fornos, substituindo outros combustíveis. Neste processo há uma mistura de diversos resíduos para se obter uma composição que atenda aos padrões da indústria do cimento e das normas ambientais permitindo a dispersão desses produtos sem prejudicar o meio ambiente.

 

 

 

Biomassa

A biomassa é um produto obtido a partir de compactação de resíduos vegetais, como as cascas, bagaço de cana, serragem e outros e são  muito utilizados como combustível alternativo em caldeiras, fornos de padaria, lareiras etc. O processo da produção da biomassa está sendo muito utilizado pelas industrias para a produção de energia.

 

 

 

 

 

Esterilização

A esterilização geralmente é processada por autoclaves, equipamentos industriais onde os resíduos são submetidos a fervura sob pressão, é utilizado para o tratamento  dos resíduos oriundos dos serviços de saúde, com o objetivo de eliminar pela alta temperatura os micro-organismos presentes.

 

 

 

 

Remediação de solo

Processo resultado de implementação de medidas  de saneamento de área contaminada, contenção ou isolamento dos agentes contaminantes. Exemplo disso é o caso da desapropriação na cidade do Rio de Janeiro, da empresa Refinaria Manguinhos, cuja área será destinada à moradias e deve passar por esse processo para ocupação. Segundo especialistas esse processo levará pelo menos 3 anos.

Facebook Comments